Prefeitura pede e Justiça autoriza cultos religiosos em Jacundá

0

Após um pedido de reconsideração, a Prefeitura de Jacundá conseguiu que o Tribunal de Justiça do Estado revisse a decisão de proibir a realização de cultos religiosos presenciais nos templos do município. No entanto, as regras previstas no Decreto Municipal n° 38/2021 continuam sendo obrigatórias para esse tipo de reunião. São elas:

  • Público limitado a 50% da capacidade do espaço;
  • Distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas;
  • Obrigatoriedade de uso individual de máscaras;
  • Disponibilização de álcool em gel para os frequentadores.

“Entramos com esse pedido por entender que nesse momento de pandemia o bem estar espiritual também merece atenção. E as igrejas e templos religiosos têm papel fundamental nisso, sem se eximir da responsabilidade de prezar pelos cuidados também dentro dos seus espaços”, explicou o prefeito Itonir Tavares.

A revogação da decisão pode ser lida no Decreto Municipal n° 51/2021, disponível aqui.

Essa semana, a Prefeitura também flexibilizou o horário de funcionamento de restaurantes e lanchonetes da cidade, que antes era até às 20h, e passa a ser permitido até as 21h. O objetivo é não impor ainda mais dificuldades ao comércio nesse período em que já há tantos prejuízos. “Mas nenhum cuidado é menos importante. Máscara e distanciamento continuam sendo obrigatórios, a venda de bebidas alcoólicas segue restrita e o estabelecimento tem que oferecer álcool em gel aos clientes. Só com a colaboração de todos vamos evitar medidas ainda mais rígidas em Jacundá”, alertou o prefeito.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade